Não percam a fé

Chegamos ao final do ano e não tivemos um saldo positivo no pagamento dos precatórios. Isso nos deixa um tanto indignados e perguntamos por que os governos não pagaram essas dívidas assim que foram julgadas as primeiras sentenças pelo judiciário.
Nos governos de 1999 até 2008, os precatórios não foram pagos. Eu falo dos precatórios alimentícios, aqueles devidos pelo Instituto de Previdência aos seus pensionistas já velhinhos e cansados, que estão até morrendo na fila de espera.

Nos governos de 1999 até 2008, os precatórios não foram pagos. Eu falo dos precatórios alimentícios, aqueles devidos pelo Instituto de Previdência aos seus pensionistas já velhinhos e cansados, que estão até morrendo na fila de espera.
Graças à luta do SINAPERS, após termos perdido pessoas queridas (que há muito tempo vinham lutando pelos pagamentos dessas dívidas), no vôo 3054 da Tam, em 17 de julho de 2007, a governadora nos recebeu pela primeira e única vez em seu governo. Teve consciência de que estava mais que na hora de cumprir as sentenças judiciais e, em dezembro de 2008, por uma lei, a governadora mandou pagar todos os pequenos valores e, para 2009, foi estabelecido que seriam pagos 200 precatórios ao mês. Chegou o final do ano de 2009 e não aconteceram as 200 audiências/mês. No ano de 2010, esperávamos mais agilidade nos pagamentos, aí veio a Emenda 62, de dezembro de 2009, que também pouco pagou. Resumindo: até o momento, não foram pagos nem 600, de um montante de 30 mil precatórios.
É muito grande a história sobre esse assunto, dá para escrever um livro. Nós, do sindicato, continuamos com fé, garra e muito trabalho para que os precatoristas recebam seus valores, ainda dentro do ano de 2011.
No dia 1° de janeiro de 2011, haverá posse do governador eleito, Tarso Genro. Esperamos ter um diálogo permanente, com audiências com o senhor governador, sempre que tivermos necessidade de discutirmos assuntos inerentes aos nossos ativos, inativos e queridos pensionistas.
Sabemos que o chefe do Estado irá governar para todos os gaúchos da melhor forma. Governar um Estado, como o Rio Grande do Sul, é uma honra muito grande, aqui temos um povo amigo, alegre, que sorri sempre. Porque a esperança é o que nos impulsiona para um amanhã melhor. Sabemos que o governador vai olhar para os setores da saúde, educação, previdência e olhar para os menores salários.
Nós devemos cuidar bem das pessoas da terceira idade, mas também dos nossos jovens, nossas crianças, que hoje são como sementes que plantamos para termos um futuro melhor para todos. Cuidarmos bem da nossa previdência pública, nosso IPE-Saúde. Esse é o Rio Grande que queremos no nosso amanhã.
Nós, do SINAPERS, conhecemos bem a luta para mantermos nossas aposentadorias e pensões com valores justos para que possamos viver com dignidade em nossas velhices.
Esperamos que, neste ano de 2011, sejam pagos os precatórios, para que ninguém mais morra nesta luta.
Quero lembrar você aí: cuidado com os empréstimos consignados. Eles são muito fáceis de fazer, mas depois, com os juros, a dívida cresce e foge do seu controle. Sente, pegue uma caneta, uma papel, uma calculadora e faça as contas se você está mesmo precisando fazer empréstimos no momento. Poderá dar um prazer momentâneo, mas depois dá uma dor de cabeça para pagá-los. Se você renegociou uma dívida, só faça outra quando terminar de pagar a dívida existente.
Contem conosco, com o SINAPERS, como vem fazendo há vinte anos.
Feliz Natal e um Ano Novo de 2011 cheio de saúde, paz e esperanças renovadas.
Boa sorte, um abraço a todos.

Não percam a fé
Ilma Truylio Penna de Moraes
Presidente do Sinapers