Quarta | 26 de Abril de 2017

No próximo dia 28 (sexta-feira) o Sinapers estará participando do ato CONTRA OS DESMONTES DA PREVIDÊNCIA E DOS DIREITOS TRABALHISTAS, juntamente com as demais entidades integrantes da União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública.

Terça | 25 de Abril de 2017

Convocamos os precatoristas a participarem da MANIFESTAÇÃO PELO CUMPRIMENTO DA EMENDA 94 que determinou, em dezembro de 2016, que os Estados e Municípios devem pagar sua dívida com precatórios até o ano de 2020.

Quarta | 19 de Abril de 2017

São convocados, de conformidade com o que dispõem os artigos 11 e 12, do Estatuto desta entidade, todos os associados do Sindicato dos Servidores Públicos Aposentados e Pensionistas do Estado do Rio Grande do Sul – SINAPERS – para participarem da Assembleia Geral Ordinária, que será realizada no dia vinte e quatro (24) de abril de dois mil e dezessete (2017), em primeira convocação às quatorze horas (14h) e, em segunda convocação às quatorze horas e trinta minutos (14h30min) na sede do Sindicato, na Avenida Borges de Medeiros nº. 410, 4º andar, sala 413 - Auditório, em Porto Alegre – RS, com a seguinte ordem do dia:

1- Apreciação do balanço anual de 2016;

2- Assuntos gerais.

Porto Alegre (RS), 21 de abril de 2017.

Katia Terraciano Moraes - Presidente

Segunda | 10 de Abril de 2017

No último sábado, a presidente Katia Terraciano falou sobre a decisão do Pleno do Tribunal de Justiça autorizando o parcelamento do 13° em ações impetradas por SINAPERS e CPERS, entre outros assuntos. 

Sexta | 31 de Março de 2017

O Conselho Deliberativo do IPE decidiu, em reunião desta quarta-feira (29/3), emitir uma nota de contrariedade à pretensão da Administração do Poder Judiciário em estabelecer Plano de Saúde próprio para atender seus servidores e magistrados. O documento será remetido ao presidente do TJ, Desembargador Luiz Felipe Silveira Difini, e publicado na mídia do Instituto.

Quinta | 23 de Março de 2017

Na quarta-feira (22) o projeto de lei que regulamenta a terceirização em todas as atividades de empresas privadas e no serviço público foi aprovado na Câmara dos Deputados.

Dos 231 votos a favor do documento que autoriza a terceirização irrestrita, 11 são de parlamentares gaúchos. Os outros 15 votantes do Estado foram contra a aprovação.

O texto segue para sanção presidencial.