Estamos vivendo tempos difíceis, que no fundo nunca acreditamos que viriam. Algo nos protegeria dos piores pesadelos. Na infância, nossos pais eram super heróis. Hoje, nem todas as crianças podem confiar nos pais, nem em todos os adultos e vice-versa. Andar de bicicleta na rua até altas horas era nossa maior aventura e o perigo era o “velho do saco”. Atualmente, é o adolescente armado e encapuzado que nos aterroriza. Há 40 anos, jamais passaria pela nossa cabeça que o principal alimento das crianças, o leite, de pureza inquestionável, seria um dia “batizado” com formol. Já não temos certeza de proteção alguma. O ensino superior era sinônimo de sucesso e prosperidade. Na sequência, estudar muito para um concurso público e ter estabilidade, formar uma família, comprar uma casa e veranear de aluguel em Tramandaí. Não daria para enriquecer, mas para viver com simplicidade e dignidade e ter um bom plano de saúde para a família, o do IPE.

Ninguém faz nada sozinho. Juntos, somos fortes e temos idéias para fazermos sempre o melhor para todos. Como presidente deste sindicato por oito anos, aprendi muito, trabalhei com pessoas especiais, sempre pela defesa da categoria, sejam ativos, inativos ou pensionistas. Nestes oito anos em que fui presidente do Sinapers, senti o quanto é bom estarmos ao lado de cada um dos nossos sócios, vocês sempre puderam e sempre poderão contar conosco para sanar suas dúvidas e abrandar as angústias do dia-a-dia. E sempre fomos eleitos através do seu voto, que confiam em nós para representarmos vocês e defendermos seus direitos, dentro das leis que os protegem.

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal, proferida nos autos da Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 4.357, a qual, em síntese, declarou parcialmente inconstitucional a Emenda Constitucional 62/2009 e determinou, entre outras questões, que os precatórios vencidos sejam pagos até o final do exercício de 2020, alguns estados começaram a se articular politicamente para tentar editar outra norma que possibilite estender este prazo de cinco anos para quitação da dívida.

No próximo dia 05 de outubro, milhões de brasileiros utilizarão as pontas dos dedos para digitar os números de seus candidatos a presidente, governador, bem como para os cargos de deputado federal, deputado estadual e senador.
As eleições de 2014 acontecem sob um ar de descontentamento geral da população com a maioria dos políticos eleitos.

Roberto Carlos fazendo uma declaração de amor para um suculento filé no comercial da Friboi tem causado polêmica.
Dizem que o cachê foi R$ 10 milhões. Quem recusaria? Alguns argumentam que é ele quem paga suas próprias contas. Afinal, o rei não é o dono de sua vontade e decide o que julga melhor para si? Claro que sim. Mas, como todos nós, deve arcar com as consequências de suas decisões.

Com o advento da Emenda 62, publicada em dezembro de 2009 e recentemente declarada parcialmente inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal, desde janeiro de 2010 o governo estadual deposita mensalmente o percentual de 1,5% da Receita Corrente Líquida para pagamento de precatórios, o que equivale a aproximadamente R$ 28 milhões/mês.